Devocional 5/2014 - SEGREDO DA OFERTA: ENTREGÁ-LA DE TODO O CORAÇÃO

19/07/2014 17:53

Elaborado a partir da ministração de Oferta realizada pelo Ap. Fábio Morelli, dia 02.02.2014

Base Bíblica: Jeremias 33:4,6-9 – E o sumo sacerdote Azarias, da família de Zadoque, respondeu: Desde que o povo começou a trazer todas estas ofertas ao Senhor, estamos comendo desses alimentos armazenados, mas ainda há muita sobra, porque o Senhor abençoou o seu povo, e ainda sobrou esta grande parte. (...) Deste modo, Ezequiel controleou a distribuição em todo o Judá fazendo o que era justo e direito perante o Senhor, o seu Deus. Ele se esforçou de todo o coração no serviço do templo de Deus e na obediência à Lei e aos mandamentos; e por isso teve bom êxito.

BASE DA OFERTA PELO ANTIGO TESTAMENTO

O rei Ezequias, na passagem transcrita acima, ordenou ao povo que trouxessem as ofertas e dízimos ao templo do Senhor conforme ordenança da Lei. Ele já havia ofertado uma grande quantidade de animais para os sacrifícios e o povo, seguindo o seu exemplo, ofertou com tanta generosidade que os sacerdotes e levitas ficaram 4 meses separando as ofertas. Todas as necessidades dos que eram separados para o trabalho no templo foram supridas, assim como de suas famílias, e o rei ainda mandou que depósitos fossem construídos para estocar o que sobrou.

Ezequias recebeu grande sabedoria do Senhor para administrar os recursos ofertados no templo e seu esforço sincero de coração na obediência da Lei fez com que ele tivesse bom êxito em seu reinado. Aqui nos deparamos com uma revelação: a oferta que gera prosperidade é aquela que é oferecida de coração, com generosidade e compromisso com o que o Senhor nos pede.

BASE DA OFERTA PELO NOVO TESTAMENTO

Na 1ª carta aos Coríntios, no capítulo 9, o apóstolo Paulo dedica boa parte do capítulo para defender o direito daqueles que pregam o evangelho de serem ajudados pelos que recebem as boas-novas. Em 1ª Coríntios 9:7 Paulo diz: Qual é o soldado no exército que tem de pagar suas próprias despesas? Ao que tudo indica, alguns da igreja de Corinto questionavam se era correto Paulo receber bens materiais e ele explica que é correto sim, e mais, que é um dever para com os ministros da Palavra. Pois a transformação de vida que as pessoas passam quando são ministradas pela Palavra e acompanhadas pelos pastores geram bênçãos pessoais que tornam o cuidado para com os pastores quase como uma dívida.

REFLITA:

Desde o princípio o Senhor ensina seus servos a serem generosos e comprometidos em responder a vontade que Deus coloca em seus corações. Através das ofertas apresentadas no altar do Pai, muitas obras puderam, e podem até hoje, ser realizadas com qualidade.

O que você pensa a respeito dos dízimos, primícias e ofertas? Como você os tem entregado diante do Senhor? Quais são suas dificuldades para ofertar? – Deixe o Espírito Santo ministrar ao seu coração e tome posse da benção que compreender que o SEGREDO DA OFERTA É ENTREGÁ-LA DE TODO O CORAÇÃO!

A OFERTA É UM ATO DE AMOR A DEUS E AO PRÓXIMO!

Ore ao Senhor de todo o coração e peça para que a generosidade dos céus seja sempre o seu alicerce. Peça que o Espírito Santo cada vez mais traga luz ao seu entendimento sobre o que as Escrituras dizem a respeito do desprendimento que devemos ter em relação às coisas materiais. Adore ao Senhor! Deus te abençoe!


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!